Sobre a Falange

Fundada em 25/01/1981 a Falange iniciou suas como um bloco com apenas 17 integrantes, transformando-se logo mais em uma Escola de Samba.

são 38 anos de conquistas, sempre buscando abrilhantar o Carnaval de Socorro/SP

Para o ano de 2019 contamos com 350 figurantes, distribuídos em Comissão de frente, rainha da bateria, mestre sala e porta bandeiras, passistas e a bateria.

Serão 5 alas, 2 carros alegóricos

A Falange faz sua parte no trabalho social. Este ano confeccionamos 250 abadas para serem trocados por kit de Limpeza, a qual será encaminhado o Lar Bom Bosco.

Basta montar um pequeno Kit como: Candida, detergente, sabão, desinfetante e trocar por 1 abada, o local de troca é na Sorveteria Ademar. Os Abadás estarão disponíveis no dia 01/03.

O Abadá também da direito a folião participar do desfile da Falange.

No dia 01/03 a Falange faz a abertura pelas ruas do centro de Socorro, somente com a bateria.

A Falange desfila  Domingo (03/03) e Terça-feira (05/03) faz a participação no Desfile de Socorro, Carna Help.(confira programação completa)

A Falange conta com o Apoio do Site Estanciadesocorro.com.br

Informações falar com Branco (19) 98339-7822

 

Venha tomar aquele Chopp na Via Trento, Chopp Germânia
Rua Campos Salles, 20 - Centro - Socorro/SP

Musica 2019

É CARNAVAL, DEMOCRACIA

Abre as portas e deixe entrar a emoção

Emoção de ser sambista, seresteiro e repentista

Pulsa forte o coração, e me faz

Faz arrebentar no peito de tanta paixão e despeito

Eu não consigo parar, minha escola sai na frente

Cantando um samba contente, abram alas, vai passar

Vai passar!

Vai passar na avenida iluminada

Quanta gente na calçada, o samba acabou de chegar

E a falange se agiganta, é tradição que encanta

Deixa a tristeza pra lá

llariê, ilariá, tem fuzuê, tem fuzuá

Ziriguidum pra você nesta noite de lua llariê, lariá, tem fuzuê, tem fuzuá

O samba vai acontecer até o dia clarear

É carnaval, democracia, nosso tema é alegria

Hoje vou transbordar

É carnaval, democracia, vou sambar a noite inteira

E ninguém vai me segurar